Fui

Fui
Brisa quente nas pla­ní­cies de teu ven­tre
Fui
Brisa fresca nas coli­nas de teus seios
Fui
Brisa amena desde a ponta dos teus dedos
Fui
Tem­pes­tade na ponta de teus cabelos

Fui
Luz acesa nos dese­jos de teus olhos
Fui
Luz e beleza nos segre­dos de teus sonhos
Fui
Luz fic­tí­cia desde o fundo de teu peito
Fui
Escu­ri­dão no final de teu suspiro

Fui
E não mais vol­tei…
Nem brisa, nem luz,
Já não sou nem serei

Fui…
Que tonto fui!

2013/10/27

Gos­taste? Então, divulga!

    Deixar uma resposta

    Your email address will not be published / Required fields are marked *

    Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: