Recentemente, fui acusado numa conversa entre amigos de ser demasiado racional na minha abordagem ao fenómeno religioso. Quando pedi para me explicarem melhor essa acusação responderam-me que era apenas isso mesmo, estava a ser demasiado racional!

Ora, a meu ver, racional é algo que uma pessoa é ou não é. Não existem meios termos nem doseadores de racionalidade. Não consigo entender como é que se pode ser razoavelmente racional a não ser sendo, de facto, totalmente racional. E, então, só então, poderemos com naturalidade incluir nas equações do raciocínio as dúvidas e as questões que ainda fiquem no ar, sem nos precipitarmos a dar-lhes uma resposta de conveniência baseada em crenças sejam de que ordem forem.

Comentários

Uma Resposta a “Racional em excesso ou nem por isso”

  1. Ateu comunista em 1 Outubro, 2007 23:20

    Helder, leia meu direito de resposta aos crentes:
    “Nós, ateus, só podemos nos expressar de fato pela internet e em raros meios de comunicação.Voces, crentes, nos difamam, desmerecem e caluniam perante o povo . Fomos acusados na nossa honra e, pior, apontados como alguém de mente pervertida, ruim e desonesta só porque não temos crença. Ora, não somos nós que abrimos igrejas pra explorar o povo, não somos nós que usamos nome de divindade pra cometer crimes .Se é esse o conceito que voces tem de ética, que os use para si.Não vemos nas religiões autoridade moral e ética, e basta para isso olhar a sua longa e cordial convivência com os regimes autoritários, bem como sua longa história de falcatruas, mentiras, perseguições, intolerância e outras mazelas.Há tempos que criticamos suas religiões, seus poderes imperiais e suas manipulações. Mas a ira de vocês, que se manifesta contra nós sempre , não tem nenhuma relação com posições éticas ou de princípios. É apenas o temor da existência de pessoas lúcidas e esclarecidas cujos ideais podem fazer seus templos e dogmas caírem em descrédito gerando prejuizos pra esse negócio lucrativo e explorador que é a religião.Muitos nos reprovam quando nós alfinetamos suas religiões, mas esse se calam quando são vocês q nos alfinetam .Quando vocês dizem que denunciam os ateus e religiosos “rivais” deveriam dizer, sim, que atacam e tentam desmoralizar as pessoas que não se curvam diante de seus sujos interesses.Se tivessemos más pretensões, de que tentam nos acusar, não estariamos aqui lutando contra um gigante como a religião.Fazemos-o porque não somos acomodados.Quando nos insultam por não sermos crentes, vocês na verdade se remordem de rancor.É compreensível:quem sempre viveu de explorar outros não é capaz de ver nos outros senão os vícios que carrega em si mesmo.Que o povo faça o seu julgamento e na sua consciência límpida separe separe os que são dignos e coerentes daqueles que sempre foram ruins,,hipócritas, servis, gananciosos e interesseiros’.

Deixe uma resposta