Ovnilogia e (pa)ciência

De tem­pos a tem­pos, o Ludwig

No entanto, mais grave do que as para­nóias sobre chupa-cabras em via­tu­ras pro­vi­das de sis­te­mas anti-gravidade ou cabe­çu­dos ver­des vio­la­do­res é o facto de a ovni­lo­gia des­viar a aten­ção — e até mesmo dene­grir — os esfor­ços sérios de alguns cien­tis­tas em res­pon­de­rem à ques­tão da pro­ba­bi­li­dade da exis­tên­cia de vida inte­li­gente extra-terrestre. A pro­ba­bi­li­dade de exis­tên­cia de vida extra-terrestre é mui­tís­simo maior do que a de andar­mos a ser visi­ta­dos por pri­mos muito afas­ta­dos oriun­dos sabe-se lá de onde!

Pro­jec­tos sérios, como o caso do SETI, não se devem con­fun­dir com as teo­rias da cons­pi­ra­ção leva­das a cabo pelos defen­so­res da ovni­lo­gia. Apro­veito para reco­men­dar a ins­ta­la­ção do SETI@home; con­tri­buiem para o pro­jecto e ainda ficam com um scre­en­sa­ver “bué de cool”! Com o mesmo soft­ware — BOINC — podem ainda cola­bo­rar em diver­sos outros pro­jec­tos na área da astro­no­mia, bio­lo­gia mole­cu­lar ou mate­má­tica.
Já agora, informo todos os defen­so­res da ovni­lo­gia que era muito mais inte­res­sante que esses tais objec­tos que vos apo­quen­tam vies­sem do futuro na Terra do que de “from far, far away, from a dis­tant galaxy”. Isso, sim, tam­bém era “bué de cool”.

Par­ti­lha!

    2 comentários em “Ovnilogia e (pa)ciência

    1. Mesmo que exista vida em outros pla­ne­tas e que tenha­mos pro­vas, acho que nunca tere­mos um con­tato físico com esses seres, pois a estrela mais pró­xima da Terra está a dois anos luz, ou seja: a quase vinte tri­lhões de quilômetros. Se via­jás­se­mos a 40 mil km/h — uma cir­cun­fe­rên­cia da Terra por hora — demo­ra­ría­mos quase 60 mil anos para che­gar a Alfa de Cen­tauro, a estrela mais pró­xima. E, segundo a teo­ria hoje aceite, se via­jar­mos muito mais rapi­da­mente do que isso nossa massa pode cres­cer ao ponto de virar­mos bura­cos negros… Enfim! Esque­ça­mos dos ETs. Não vale à pena.
      Mas se eu encon­trar um buraco de minhoca que leve a um pla­neta dis­tante em outra época, não hesi­ta­rei em explorá-lo, he he he.

      Pos­tei em meu blog uma poe­sia mal-do-século e gos­ta­ria de sua opi­nião! O assunto na caixa de comen­tá­rios é “morte”… brrrrrr

      Um abra­ção!

    2. Caro San­ches.
      Des­co­bri um Ovni! É a tua página. \-_-/ (‘_’) …olá!
      Por­reiro.……
      Esta cam­bada de paler­mas anda toda alu­ci­nada.
      Não têm nenhuma ideia do que é o uni­verso. Pen­sam que é um quar­tei­rão de Lis­boa e que os extra-terrestes moram ali ao lado e de vez enquanto vêm visi­tar os vizi­nhos.
      Que gran­des obnó­xios! Entãoe a velo­ci­dade da luz?, as for­ças Forte e fraca,aForça mag­né­tica e da gra­vi­dade?
      Moro em Lagos aonde há uma baía com uma praia de 5Km,
      às vezes digo aos meus ami­gos, que o uni­verso tem mais estre­las que grãos de areia daquela praia, ficam a pen­sar que sou tolo. Não acre­di­tam, mas acre­di­tam nos Ovnis!?
      Sou dos que pen­sam que — Deus mor­reu quando a inte­li­gên­cia nas­ceu.
      O meu Blog:
      musicafigosemedronho.blogspot.com
      às vezes dou um toque nessa temá­tica.
      Uma abraço!

    Deixar uma resposta

    O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *