Querida, “simpsonizei” a família!

Familia & Amigos | 30 Julho, 2007

Não há dúvida que os Simpsons estão na moda.

Mesmo com o filme a ficar muito aquém das expectativas, resolvi aderir à moda do momento e, portanto, nada mais coerente que “simpsonizar” a família toda (clicar na imagem).

Divirtam-se por aqui.

9 Comentários »

  1. Não gosto de Simpsons. Acho um desenho muito simples e sem graça. Não é preciso ser muito inteligente para entender essa série.

    South park é outra história! Um desenho perfeito em Ironias. Não é qualquer um que consiga entender as piadas. É preciso ter um pouco mais de cultura.

    Comentário por Cristiano — 30 Julho 2007 @ 18:38

  2. Fazes bem em gostar do South Park, mas fazes mal em não gostar dos Simpsons. Mas, cada um tem os seus gostos. ;)

    Pessoalmente, o meu favorito até é o Family Guy…

    Comentário por Helder Sanches — 31 Julho 2007 @ 5:13

  3. O que gosto mais é o Family Guy e dentro desta o Stewie, um génio só ultrapassado pelo Calvin.

    Sobre os Simpsons tenho a dizer que humor de qualidade é o que consegue fazer rir todo o tipo de pessoas, de todos os sitios, todas as culturas, de todas as idades e há tanto tempo como os Simpsons o consegue fazer.

    Comentário por Luis Pestana — 31 Julho 2007 @ 15:29

  4. Teste… 1.2.3.

    Comentário por Helder Sanches — 9 Agosto 2007 @ 20:28

  5. Seria tão mais fácil se Jesus entrasse na sua vida e todo esse vazio que é preenchido com essas conversinhas banais seria preenchido…

    Comentário por Yeshua — 7 Dezembro 2007 @ 12:27

  6. Simpsons rule!
    Ó piedoso Yeshua, o que é que seria “tão mais fácil”? E para quem? E porquê? E como? E onde?
    E se o Helder preenche o seu vazio com “conversinhas banais” e ainda assim fica todo vazio apesar de preenchido, então temos aqui um bicudo problema filosófico e físico: significa que o Helder (e já agora todos nós que aqui vimos de vez em quando preencher os nossos vazios) é simultaneamente cheio e vazio. Como é que algo, no caso o Helder, pode ter e não ter ao mesmo tempo no mesmo sítio? E como é que Jesus consegue entrar num vazio que está preenchido? E qual é o problema com conversinhas banais? É pecado?
    Eu acho que essa sua tese está um pouco mal explicada, ó Yeshua, olhe explique lá isso melhor.

    Comentário por JPC — 7 Dezembro 2007 @ 20:14

  7. JPC,

    Isto do cheio e do vazio é muito mais complicado do que o “em cima” e o “em baixo”. É muito mais fácil “descer para cima” do que encher o que já está cheio.

    Pior ainda é pensar que o conhecimento ocupa espaço.

    Enfim, vivam os Simpsons!

    Comentário por Helder Sanches — 7 Dezembro 2007 @ 20:47

  8. Por falar nisso, os simpsons desapareceram do you tube ou sou eu que estou a ver mal? Há uns tempos eram às centenas, os clips da bonecada amarela, agora ia lá pedir emprestado um ned flanders para pôr aqui nestes coments e não encontro nada, só montagens de fotografias mal amanhadas… Terá sido o Yeshua? Ou é o milagre do preenchido que esvaziou?

    Comentário por JPC — 7 Dezembro 2007 @ 23:26

  9. Como a vida se faz de “vazios e abundãncias”, “Simpsonizei” minha família também,somos em cinco e ficou muito legal. Agora, Yeshua, relaxe e aproveite todos os momentos desta vida, sem esperar por outra.

    Comentário por Jairo Francisco — 22 Março 2008 @ 11:21

Alimentação RSS para comentários a este artigo. TrackBack URI

Publicar um comentário

Criado com WordPress | Theme by Roy Tanck