Christopher HitchensRichard Dawkins, Sam Harris e Daniel Dennett têm sido, durante os últimos tempos, os nomes mais sonantes na cena internacional a exporem o ridículo e os perigos da fé e da religião. Cada um no seu próprio estilo, têm conseguido captar a atenção dos media, principalmente nos EUA, onde o ateísmo ainda é visto pela grande maioria como uma espécie de doença que coloca na testa o selo “Inferno Express”.

Por outro lado, pode-se especular que esta recente coincidência de autores sobre o tema ateísmo - e a importância que lhes é dada - não passará de uma reacção social a dois mandatos de G. W. Bush, caracterizados por uma maior teocratização do discurso de Estado e por uma maior influência dos grupos cristão conservadores nas decisões de Washington.

Seja como for, é de salientar a publicação de mais uma obra de relevo a questionar a utilidade e a sanidade do fenómeno religioso. “God is Not Great: How Religion Poisons Everything” é o titulo do mais recente livro de Christopher Hitchens. O The New York Times publicou recentemente um excelente artigo sobre Hitchens e a sua mais recente obra. “In God, distrust“, por Michael Kinsley, é uma leitura recomendada. Nota: disponível apenas para subscritores, mas a subscrição é grátis.

(Publicação simultânea: Diário Ateísta / Penso, logo, sou ateu)

Comentários

8 Respostas a “Christopher Hitchens: o quarto cavaleiro do Apocalipse”

  1. Xiquinho em 31 Maio, 2007 2:44

    E por falar em grátis, está-me a faltar esta obra de relevo na minha biblioteca digital… Alguma alma caridosa, me ajuda a colmatar esta falta em versão ebook?

  2. Steve em 31 Maio, 2007 4:12

    outros cavaleiros… Darwin,Marx, Sagan

  3. Helder Sanches em 31 Maio, 2007 5:05

    Xiquinho,

    Não me digas que fazes pirataria de livros! Nunca te pensei capaz de tal coisa. Pensei que só tinhas problemas de audição, desconhecia os teus problemas de olfacto. Porra, ebooks? E o cheiro dos livros? E o sentir a textura da capa e do papel? Decepcionaste-me…

    Steve,

    Com todo o respeito, discordo dos três exemplos apontados. Darwin nunca abandonou totalmente as suas convicções religiosas, tendo inclusivamente concedido nalguns aspectos das publicações das suas obras. Marx era ideologicamente ateu, mas não lhe reconheceu qualquer feito pelo ateísmo. Já Sagan era decepcionantemente e brilhantemente agnóstico.

  4. kota em 31 Maio, 2007 13:22

    Helder,
    O que o Xiquinho está a falar é das obras das TJ. Ainda está à espera que lhe mandes uma cópia.

  5. Steve em 7 Junho, 2007 9:43

    Hitchens desmacarou madre Tere$a, mui $anta!

  6. Edde Brasil em 27 Setembro, 2007 11:32

    ….e Nietzsche, que ensinou que deus morreu…

  7. Edde Brasil em 27 Setembro, 2007 11:50

    Helder,
    Estamos falando a mesma lingua…Porém discordo de algumas posições tomadas por ateus, que lhes enfraquece o argumento e os coloca numa incômoda comparação com os fanáticos religiosos. O desenho do cabeçario desta página, p.ex., reduz nossa posição a uma simples pilhéria…uma “piadinha” grosseira.
    Acho que o nosso enfrentamento é maior e não precisa disso.
    Atitudes como essa é que vestem os ateus com o manto dos vândalos enfurecidos e nos tira a razão.
    De resto, sua página é muito importante….e se muitos ateus estão “saindo do armário” (como se fala no Brasil daqueles que criam coragem e assumem uma posição), esse site é, com certeza, uma das portas do armário.
    Parabéns

  8. Fred Frazao em 19 Novembro, 2007 21:33

    Cristopher Hitchens representa o pensamento crítico inteligente e clareador para as mentes ainda inebriadas pelo efeito devastador da religião. A questão é que a medida que o tempo passa, o mundo se torna incompatível com a religião. Sendo assim, falar que Darwin não era Ateu deve ser visto como uma comodidade a sua época que não o permitia expressar livremente. O próprio lançamento do livro A ORIGEM DAS ESPÉCIES foi adiado por medo dos problemas que seriam criados junto às ordens religiosas diante de sua teoria. O homem, na sua triste ignorância, ainda não se deu conta que a crença em deuses, religiões e líderes espirituais está ligado diretamente a sua incapacidade de racionalizar o mundo que vive.

Deixe uma resposta