Números do Ateísmo

Ateísmo, Portugal, Religião | 30 Abril, 2007

Top 50 dos paí­ses não crentesNeste estudo internacional sobre a percentagem de crentes e não crentes em cada país, Portugal encontra-se num assustador 43º lugar, com números muito semelhantes aos Estados Unidos e atrás de todos os seus parceiros europeus.

Mais importante do que entender as causas para tais resultados - embora também seja importante - é ganharmos consciência de que vivemos num dos países mais conservadores da Europa no que respeita à importância do papel que a religião desempenha na nossa sociedade. É por isso urgente provocar e espicaçar a sociedade de modo a contribuir para a alteração desta realidade.

Embora eu não seja um defensor da “evangelização ateísta”, a desmistificação da fé através da promoção da ciência e da divulgação do ideal secular deverá ganhar novos impulsos e perder a vergonha de ir à luta contra a ignorância e o ridículo.

A oposição clara a qualquer infracção à laicidade do Estado não é suficiente. Muitos aspectos da nossa vida não estão dependentes do Estado. Em cada um de nós, na nossa família, no nosso grupo de amigos, nos nossos colegas de trabalho, há sempre algo mais que pode ser feito. Fazer nada é contribuir para que também nesta matéria nos mantenhamos na tão familiar cauda da Europa.

(Diário Ateísta / Penso, logo, sou ateu)

24 Comentários »

  1. É de notar que no topo da tabela, se encontram paises considerados exemplares, como por exemplo a suécia, a dinamarca e o vietname.

    O que eu n percebo muito bem é como é possivel um estudo dizer que o primeiro classificado tem um valor entre 46% e 85%. É uma margem de erro um bocadinho grande, n é?

    Comentário por MD — 30 Abril 2007 @ 16:05

  2. Algo chama a atenção aos 1º’s 8 paises (excepto o Vietnam)…

    Comentário por Luis Pestana — 30 Abril 2007 @ 16:07

  3. Acha que Portugal está numa posição ruim? Brasil nem aparece na lista!

    Comentário por Alenônimo — 30 Abril 2007 @ 16:54

  4. E porque não uma evangelização ateísta? Há que ensinar, divulgar, estabelecer o pensamento crítico através do ensino da ciência e da filosofia, afastando decididamente todo o pensamento obscurantista e religioso. Vamos a isso?

    Comentário por SL — 30 Abril 2007 @ 22:55

  5. A margem 46% e 85% é grande simplesmente porque tem Ateus, Agnósticos e pessoas não religiosas.

    Já vi alguns estudos sobre isso! Se não me engano o país mais ateu é a Dinamarca.

    E a pesquisa nem deveria colocar países comunistas! Como pode ser confiável um país onde o governo manipula dados?

    O Brasil coitado… Apenas 1% de Ateu.

    Comentário por Cristiano — 1 Maio 2007 @ 1:49

  6. Pq não colocar país comunista??? e por acaso os outros paises da lista são totalmente confiaveis??? hipocrisia,né???

    Agora fikei surpreso com a presença de Israel!!! Parece q os hebreus hoje nem ligma mais pra esse deus de mentira..
    pq se o deus deles existisse de fato… hitler seria morto no ato… nao haveria auschwitz etc

    Comentário por Steve — 12 Maio 2007 @ 15:45

  7. “Acha que Portugal está numa posição ruim? Brasil nem aparece na lista! :(”

    Faço sua minhas palavras.

    Comentário por Francisco Erivaldo Fernandes Junior — 20 Maio 2007 @ 22:13

  8. * Faço das suas palavras minhas palavras. :P

    Comentário por Francisco Erivaldo Fernandes Junior — 20 Maio 2007 @ 22:14

  9. [...] E já que o Brasil não está entre os 50 países com maior número de ateus, não seria difícil criarem um discurso de minoria para sensisibilizar políticos e religiosos a abraçarem a causa pela criminalização de qualquer iniciativa que identificasse um ateu. [...]

    Pingback por Proibido falar mal « O Possível e o Extraordinário — 2 Junho 2007 @ 5:38

  10. Portugal numa posição ruim??? Não creio!!! Vendo esse estudo até está numa excelente posição, está numa posição onde a maioria das pessoas acreditam em Deus Nosso Senhor. Só que duvido que esse estudo esteja certo… Pela experiência que tenho, mais de metade das pessoas com quem lido não acredita em Deus e das outras que acreditam a maioria não é praticante!!!
    Não é a gozar as pessoas que têm religião (os cristãos e os nossos irmãos muçulmanos e judeus, etc.) e a proibir a livre prática destes que estaremos perante uma sociedade mais moderna e desenvolvida; exemplo disso é a Comparaçao entre os a Itália com o Vietname, a Itália é claramente um país desenvolvido/democrático/com bom nível de vida enquanto que o Vietname é um país de terceiro mundo que não respeita os direitos humanos, há um mau nível de vida e não vivem em democracia…
    Há igualmente muitas pessoas a espalhar a mensagem de Moises, Jesus e Muhammad que são boas (como o falecido Papa Joao Paulo II, o banqueiro Muhammad Yunus que melhorou muito a vida das mulheres do Bangladesh)…
    Enfim, a religião por si só não é um mal, existe países que têm um fervor religioso e são países ricos e prósperos e as próprias taxas desuicídio são menores nos países mais crentes…
    A religião pode ser muito boa para o nosso desenvolvimento pessoal, emocional, futuro e ajudar-nos a desenvolver valores de respeito mútuo, gratidão, bondade, etc. Basta seguimo-la bem, agora seguindo-a má!!…. Isso é realmente péssimo!!!
    Ao invés de tentarmos ver a religião como o ópio do povo, porquê não ver o seu lado bom???

    Comentário por Miguel — 30 Junho 2007 @ 16:22

  11. A comparar com o Brasil, estão em plena vantagem. Eu como um ateu, sou muito ridicularizado no Brasil onde infelismente as religiões controlam as massas com muita proeza. Riem de mim, são cegos… não querem entender a razão. O teísmo é uma doença sem cura.

    Comentário por Flavio — 4 Julho 2007 @ 9:36

  12. Simplesmente tendencioso ou enganador esses n[umeros. Al[em do que n’ao tem nem a fonte pesquisada.

    Comentário por Abisai — 18 Agosto 2007 @ 15:23

  13. Abisai,

    Quando um acredita ou não e acha enganador ou não. Agora, mentir deliberadamente é outra história.

    Como é que você diz que não tem a fonte da pesquisa se é assim mesmo que começa o texto, com o link à fonte?

    Comentário por Helder Sanches — 18 Agosto 2007 @ 16:32

  14. o ateísmo cheira mal.

    Comentário por teu — 19 Agosto 2007 @ 12:36

  15. Não sinto… Deve ser da alergia!

    Comentário por Helder Sanches — 19 Agosto 2007 @ 20:05

  16. as melhoras! Mas olha que a maior parte dos ateus. Ou seja.macacos.caes gatos insectos etc cheiram muito mal.

    Comentário por teu — 19 Agosto 2007 @ 20:42

  17. Ah, mas isso tem uma justificação: não tomam banho em água benta! A vantagem é que são livres de escolher o seu caminho sem se afogarem em dogmas milenares.

    E, como estamos em época balnear… bons banhos!

    Comentário por Helder Sanches — 20 Agosto 2007 @ 0:18

  18. Obs.: Fato ocorrido em 1892, verdadeiro e integrante de biografia.

    Um senhor de 70 anos viajava de trem tendo ao seu lado um jovem
    universitário, que lia o seu livro de ciências. O senhor, por sua vez,
    lia um livro de capa preta. Foi quando o jovem percebeu que se tratava
    da Bíblia e estava aberta no livro de Marcos.

    Sem muita cerimônia o jovem interrompeu a leitura do velho e perguntou:
    - O senhor ainda acredita neste livro cheio de fábulas e crendices?
    - Sim, mas não é um livro de crendices. É a Palavra de Deus. Estou errado?
    - Mas é claro que está! Creio que o senhor deveria estudar a História
    Universal. Veria que a Revolução Francesa, ocorrida há mais de 100 anos,
    mostrou a miopia da religião. Somente pessoas sem cultura ainda crêem
    que Deus tenha criado o mundo em seis dias. O senhor deveria conhecer um
    pouco mais sobre o que os nossos cientistas pensam e dizem sobre tudo isso.
    - É mesmo? E o que pensam e dizem os nossos cientistas sobre a Bíblia?
    - Bem, respondeu o universitário, como vou descer na próxima estação,
    falta-me tempo agora, mas deixe o seu cartão que eu lhe enviarei o
    material pelo correio com a máxima urgência.

    O velho então, cuidadosamente, abriu o bolso interno do paletó e deu o
    seu cartão ao universitário.
    Quando o jovem leu o que estava escrito, saiu cabisbaixo sentindo-se
    pior que uma ameba.

    No cartão estava escrito:

    Professor Doutor Louis Pasteur,
    Diretor Geral do Instituto de Pesquisas
    Científicas da Universidade Nacional da França.

    “Um pouco de ciência nos afasta de Deus.
    Muito, nos aproxima.”

    Louis Pasteur

    _____________________________________________________________________________________

    Assim como vc é crente que existe o ar, então pq não ser crente que Deus existe tbm?? E então, vc é crente?

    Comentário por sam — 3 Outubro 2007 @ 2:20

  19. Flavio em 4 Julho, 2007 9:36 A comparar com o Brasil, estão em plena vantagem. Eu como um ateu, sou muito ridicularizado no Brasil onde infelismente as religiões controlam as massas com muita proeza. Riem de mim, são cegos… não querem entender a razão. O teísmo é uma doença sem cura.

    PARA MIM(logo, ve-se q eh uma OPINIAO PROPRIA) oq vc disse, meu caro amigo flavio, eh puro engano…

    “O teísmo é uma doença sem cura.”
    engraçado…eu li a respeito de um saudoso psicologo brasileiro conhecido mundialmente por ter desenvolvido a teoria da Inteligência Multifocal, sobre o funcionamento da mente e o processo de construção do pensamento, chamado Augusto Cury, q tbm eh diretor da Academia de Inteligência e e membro de honra da Academia de Sobredotados do Instituto da Inteligência, da cidade do Porto, em Portugal
    Nao sei se vc ja ouviu falar desse humilde cidadão, chamado Augusto Cury, que por sinal eh brasileiro. Pois bem, ele ja foi ateu (decobri isso lendo um de seus deslumbrantes livros: Os segrdos do Pai Nosso, no qual ele destrói qlqr um que se auto-intitule ateu, se é que essa denominaçao existe). nesse livro inclusive ele o finaliza com uma oração de Friedrich Nietzsche clamando por conhecer Deus (Nietzsche pode ter falado o q falou a respeito da religiao ou de Deus, mas só ele e o proprio Deus sabem o q se passava na suamente e o clamor da sua alma, talvez oq muito o pertubava era a religiosidade das pessoas de sua epoca).

    religiao eh bom sim, ams eh apenas um conceito e um conjunto praticas e ações. uma vida tendo como filosofia uma religiao se difere bastante de uma vida tendo como filosfia Jesus Cristo.

    Sou crente, protestante, evangélica, tenho meus princios baseados na Bíblia (nos ensinamentos de Cristo) e sou muito feliz assim e na minha opiniao pior q acreditar em um falso Deus (para algns) eh pior q nao acreditar em nenhum.

    se viver oq eu vivo (uma vida com Cristo) é um erro ou uma ilusao, oq eu tenho a plena certeza q nao eh, EH A MELHOR ILUSAO DA MINHA VIDA!!!

    um beijo no coraçaõ de voces e q um dia voces venham a ser ticados por essa verdade maravilhosa e libertadora!

    paz!!!

    Comentário por sam — 3 Outubro 2007 @ 2:44

  20. ops!

    *ticados não, tocados

    hauhuaauauhuah

    Comentário por sam — 3 Outubro 2007 @ 2:48

  21. eu vejo que o brasil nem aparece no mapa dos ateus, porque a superstição religiosa e os contos da caronchinha, ainda imperam aqui, aqui acredita-se em feitiços, vudus e outros, eu como brasileiro fico entristecido, com esses lixos culturais e a igreja é uma das grande culpada por essas falácias, que aliena o povo, junto as seitas evangélicas e espíritas, sou muito discriminado aqui no brasil por ser ateu, por outro lado eu tenho o direito de me declarar crente ou não crente, não a religião e as superstições, o mundo só será melhor sem a religião e as superstições.

    Comentário por jfbastos78 — 22 Novembro 2007 @ 13:34

  22. também concordo com esteve, se Deus de israel realmente existisse, Hitler não faria o que fez com os Judeus.

    Comentário por jean — 22 Novembro 2007 @ 13:39

  23. “Professor Doutor Louis Pasteur,
    Diretor Geral do Instituto de Pesquisas
    Científicas da Universidade Nacional da França.”

    Hoax claro, nunca existiu “Universidade Nacional da França”, nem “Instituto de Pesquisas Científicas”.
    Pasteur não era “Doutor”, era químico. Não tinha vinculação acadêmica, criou seu próprio instituto de pesquisas.

    Comentário por ade — 12 Janeiro 2008 @ 13:42

  24. “Os segrdos do Pai Nosso, no qual ele destrói qlqr um que se auto-intitule ateu, se é que essa denominaçao existe.”

    Não só existe como eu sou. Já li artigos e trabalhos de Cury, e admiro-o como profissional. Mas ele perde a razão em vários pontos quando afirma que os autores da “biografia” de cristo na bíblia não poderiam tê-lo criado, uma vez que a principal suspeita de tê-lo elaborado fossem estudiosos gregos. Podiam ser limitados, mas não eram burros, afinal, nossa sociedade é basicamente a d’Eles. Cury tmbm disse em entrevista o seguinte:
    “Investiguei do ponto de vista científico – e não religioso – os actos de Jesus, como aquele em que Judas o trai com o beijo. Em relação a esse momento, a psicologia e a psiquiatria esperam que uma pessoa profundamente decepcionada e traída reaja sempre sem brilhantismo na sua inteligência, sem raciocínio, como um animal, numa situação de instinto. Mas Jesus geriu os pensamentos, abriu janelas na sua mente, olhou para Judas, fitou os seus olhos e disse-lhe: “Amigo, para que vieste?” Nunca na história uma pessoa traída e prostrada reagiu como Jesus no acto na traição.”

    Esquece-se por um momento que diante da forte possibilidade de Jesus não existir e por isso nunca ter estado nessa situação, logo não seria surpresa que não reagisse apropriadamente. Uma vez que isso não aconteceu os criadores de Jesus não precisaram e ou não quiseram atribui-lo descontrole diante dessa ocasião. Agora, diante da criação da personagem de Jesus centenas de anos após a data dos alegados eventos que ele ocasionara é muito mais plausível que ele tenha sido meticulosamente criado para parecer sempre, e mesmo quando capturado e torturado, estar no ‘controle’ da situação, uma vez que seus criadores não se baseavam nas reações de uma pessoa real, mas de um líder perfeito dígno da linhagem sagrada de um deus.
    Tive o prazer de conhecer Cury quando fui-lhe parabenizar (e gaguejando), ele é uma pessoa simplesmente gentil e muito sábia, sou até mesmo suspeito para analisá-lo, mesmo pq eu conversei com ele por duas vezes apenas, mas, para intuito de alguém que se afirmava como o maior ateu do mundo (como ele gosta de testemunhar) é duvidoso que seja hoje tão direcionado à religião ou mais precisamente à cristo, sem questionar as formas e condições com que ele surgiu na história. Parece-me que ele sempre fora cristão e se mantera reservado quanto à crença até ter fama, e se afirmar como o maior ateu do mundo, para depois se contradizer como um convertido. Pelo menos isso dá um belo e convincente (para os crentes pelo menos) testemunho ao lado de R.R. Soares.

    Comentário por Will.I.am — 5 Fevereiro 2008 @ 11:09

Alimentação RSS para comentários a este artigo. TrackBack URI

Publicar um comentário

Criado com WordPress | Theme by Roy Tanck