Via Aspirina B

Do último número da revista “Linhas & Pontos” faz parte um esquema para criar uma tapeçaria em ponto de cruz com o retrato irmã Lúcia!!!

Luís, da Aspirina B, reflecte sobre o pormenor do método sugerido para obter tamanha obra não ter sido deixado ao acaso: ponto de cruz, ora bem! Já não concordo com a sua especulação sobre as possibilidades que se abririam se fosse Maomé; afinal, não se pode retratar o profeta e a “Linhas & Pontos” arriscava-se a ser banida das bancas por esse mundo muçulmano fora.

Já tratando-se da irmã Lúcia as vantagens são deveras evidentes. Pena que não seja adicionada uma tecnologia digital que permitisse à irmã mudar de expressão consoante aquilo que visse. Senão,imaginem um tapete de casa-de-banho; ao ser pisado por uma jovem solteira de mini-saia, a irmã poderia fazer de imediato uma análise ginecologica à mesma. Se fosse virgem, a irmã sorria. Se não fosse, a imagem passaria para um semblante de dor e compaixão e seria enviado um mp3 para o iPod da jovem com o “Pai Nosso”! Isso é que era…