Um, Dois, Esquerda, Direita

Familia & Amigos, Pessoais, Sociedade | 23 Julho, 2006

Para quem me conhece e é de esquerda, eu sou de direita. Para quem me conhecem e é de direita, eu sou de esquerda. Para os que são amigos, sou apenas um gajo porreiro. Antes assim…

Penso que esta confusão inocente de muitas pessoas que me conhecem é perfeitamente aceitável. Eu não defendo determinadas ideias porque seguem a linha ideológica de um determinado partido. Prefiro pensar pela minha cabeça e cometer os meus próprios erros de juízo do que ser arrastado e co-responsabilizado pelos erros de juízo dos outros.

O próprio conceito de divisão doutrinal em esquerda e direita está hoje, a meu ver, completamente ultrapassado e serve apenas para dividir as hostes e definir potenciais “clientes” nos diferentes processos eleitorais.

A minha doutrina é horizontal, tocando, consoante as matérias, qualquer dos flancos tradicionais de etiquetagem doutrinal. Sou de esquerda nas questões sociais, sou de direita nas questões de economia. Isto, obviamente, simplificando a questão. Existem incontáveis matérias em que me divido sem nunca me preocupar a qual dos flancos estou a conceder pontos.

Ao longo dos futuros artigos deste blog irei abordar diferentes assuntos relevantes da actualidade e aí, sim, será mais perceptível para o leitor entender porque é que a bipolarização não me enche as medidas.

Nenhum Comentário »

Ainda sem comentários.

Alimentação RSS para comentários a este artigo. TrackBack URI

Publicar um comentário

Criado com WordPress | Theme by Roy Tanck